BioExtratus
BioExtratus
Por que o brasileiro tem dificuldades para aprender inglês?

Por que o brasileiro tem dificuldades para aprender inglês?

Brasil ocupa a 53ª posição em um ranking com 88 países

Um estudo recente divulgado pela EF Education First, empresa de educação internacional, revelou que o Brasil caiu do 41º para o 53º lugar no ranking de proficiência em inglês. A pesquisa comparou as notas de mais de 1,3 milhão de pessoas que não têm o idioma;como língua nativa em 88 países. O resultado insatisfatório, que coloca o Brasil atrás de países como Vietnã e Nigéria, aponta para a necessidade de entender o porquê do brasileiro ter tanta dificuldade para aprender inglês. Mas,

Para falar sobre essa questão, conversamos com a proprietária do Yázigi Indaiatuba, Lucimara Andriani, que apontou alguns dos principais motivos dos estudantes do Brasil ainda não dominarem o idioma.

Educação base

Como se sabe, o sistema educacional do Brasil é defasado. De acordo com o Movimento Todos pela Educação, dos 2.438.249 alunos de escolas municipais e estaduais do país, apenas 1.225.082 demonstraram aprendizado adequado na competência de leitura e interpretação de textos em português até o 5º ano. Avaliando esse cenário, é possível afirmar que o aluno terá mais dificuldades para aprender um novo idioma se não dominar o seu.

A título de comparação, em 2007 o Vietnã destinou 20% do seu orçamento para o ensino público, começando pela construção de mais prédios escolares. Com o aumento de lugares físicos, a média de alunos por professor caiu. Para o local não ficar ocioso, aumentaram a jornada escolar para período integral, o que;fez com que as crianças passassem a ter mais tempo para matérias que antes não estavam no currículo base, como foi o caso do inglês. Atualmente o país ocupa o 41º lugar no ranking da EF Education First. Mas, 

Excesso de cobrança

Um dos erros mais comuns entre os alunos que querem aprender inglês é o excesso de cobrança. Isso mais prejudica do que ajuda no processo de;aprendizagem, afinal, ao comparar a sua evolução com a de um colega, você pode estar ignorando o seu progresso.

“É importante que o aluno compreenda que o progresso não ocorre no mesmo ritmo, por isso o grau de heterogeneidade;das turmas tende a se acentuar com o passar do tempo. Isso significa que cada aluno precisa lidar com aspectos diferentes da língua para ter sucesso e continuar se beneficiando da interação com os demais estudantes da turma”, avalia Lucimara. Mas, 

Tempo dedicado ao aprendizado

A falta de tempo ainda é uma das principais explicações — ou desculpa — para a dificuldade;que o brasileiro tem para aprender inglês. De fato, o tempo é artigo de luxo para muita gente que precisa se desdobrar para encontrar uma brechinha na agenda.

Mas, aqui vai uma dica: o tempo que você passa estudando pode determinar a rapidez do seu aprendizado. Portanto, aprender a “conta gotas” pode ser a verdadeira “perda de tempo”. Mas, 

Metodologia atrasada

Muitos cursos de inglês ainda insistem em um modelo de ensino baseado exclusivamente em leitura e repetição. Segundo alguns especialistas da área, o mais indicado é fazer um programa;híbrido, com práticas de conversação, atividades em grupo, utilização de ferramentas online, entre outros. Mas, 

“O ensino de língua estrangeira deve preparar os alunos para interagir com outras pessoas;num mundo globalizado e compreender o lugar que ocupam na sociedade. Não é suficiente, portanto, que os alunos desenvolvam suas habilidades linguísticas. Eles precisam, também, ser capazes de lidar com as diferenças culturais e conscientizar-se do papel;que podem desempenhar como cidadãos”, finaliza Lucimara.

Sobre o Autor

Pioneirismo é a marca registrada do YÁZIGI em mais de seis décadas de história. As aulas são dinâmicas e baseadas em assuntos do dia a dia. Desta forma, centenas de milhares de alunos conseguem aprender mais rápido associando o idioma a situações do cotidiano. O principal objetivo é fazer o aluno pensar, interpretar e falar em outra língua sem notar que está aprendendo. Passeios ecológicos, festas e projetos culturais fazem parte do aprendizado.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat