BioExtratus
BioExtratus
Pode mudar as regras para se autobeneficiar?

Pode mudar as regras para se autobeneficiar?

Cabeçalho Postagem Rota Educacional

Por Rosângela Silva

Pode mudar as regras para se autobeneficiar?: Uma preocupação grande de pais e educadores é estruturar as crianças para uma vida cercada de ética e ações corretas

Dentre os pontos que devem ser trabalhados estão: respeitar a propriedade alheia; acatar regras e combinados; ser responsável pelas suas ações; mostrar-se seguidor dos bons princípios. Tudo isso, não agindo em benefício próprio, visando ter ganhos particulares, negando as regras coletivas. 

Muitas vezes as crianças podem querer mudar a regra das brincadeiras por estarem perdendo, mudar a versão dos fatos porque podem ser penalizadas por algo inapropriado que fizeram, esconder a nota da prova ou boletim porque foram mal na escola, e dar fim a um objeto que quebraram para que não seja notado.

Todas essas ocorrências mostram que as crianças ainda estão construindo sua personalidade e seu caráter e por isso devem ser sempre orientadas e levadas a refletir e até “arrumar”, consertar seus “erros”.

A moralidade das crianças passa por fases e elas precisam ter ao seu redor adultos saudáveis eticamente para poderem dar-lhes suporte afetivo diante das falhas, erros e tropeços que cometem.


Leia Mais:

Coluna Rota Educacional: Quando gira a maçaneta da porta

Rota Educacional: Filhos na estrada da vida


Quando vemos nossos políticos envolvidos em corrupção, pagamento de propinas,;aproveitando e se autobeneficiando do dinheiro público para enriquecerem ilicitamente, ficamos indignados e percebemos falta de ética

Quando vemos o presidente de uma empresa abrindo a agenda mais vezes para os seus filhos do que para seus diretores, percebemos portanto, que os privilégios são mantidos de forma inadequada, cabendo-nos apontar a falta de moralidade nas ações.

Quando vemos um juiz, num primeiro momento defender a criminalização de um ato ilícito e num outro momento mudar seu entendimento, visando direcionar os pensamentos e as ações para aquilo que era conveniente para seu grupo no momento, paramos para pensar no que é atitude ética e de valor.

Mudar as regras direcionando-as para aquilo que é conveniente momentaneamente é muito comum entre as crianças que aos 5 anos mudam e desmudam combinados, especialmente em jogos e brincadeiras. Até os 10 anos elas ainda prendem-se à regra, demonstrando pouca flexibilidade com as sanções.

Conduzir bem a transição da autonomia moral das crianças é dever de todos nós,;pais e professores, para que possamos pensar num país melhor, mais digno e com mais equidade.

Sobre a Colunista

Rosangela Silva Coluna Roda Educacional Foto de Perfil

 

 

 

ROSÂNGELA SILVA, responsável pela coluna ‘Rota Educacional’ é pedagoga, pós-graduada em Psicopedagogia e Metodologias da educação à distância. Atua há quase 30 anos na área da educação passando pela sala de aula, coordenação e direção. Realiza cursos e palestras e tem como hobby escrever crônicas e poesias (Blog Encucações educacionais e algo mais www.mrosangela.blogspot.com e Mulher na direção www.facebook.com/mulheresnadirecao/).

Assim como nesta matéria: Pode mudar as regras para se autobeneficiar? A Coluna Rota Educacional tem muito conteúdo bacana, acompanhe!

 

 

 


Confira também:

Crianças e adolescentes deixam de comer ou dormir por causa da internet

Contato com a natureza na infância estimula aprendizado


 

Sobre o Autor

Rua Joaracy Mariano de Barros, 212 - Solar do Itamaracá - Indaiatuba/SP - CEP.: 13.333-390 - Tel.: (19) 3329-7741 e (19) 9.8328.4111 (What´s App) [email protected]

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat