BioExtratus
BioExtratus
Perfumistas apontam as fragrâncias orientais como a próxima tendência

Perfumistas apontam as fragrâncias orientais como a próxima tendência

Perfumes com matérias-primas orientais estão em alta e chegam ao Brasil

A grande tendência do ano na perfumaria são fragrâncias que resgatam as matérias-primas do Oriente Médio. Pensando na tendência, os perfumistas da drom fragrances, uma das maiores casas de fragrâncias do mundo, de origem alemã compartilham os ingredientes mais usados por seus perfumistas no nosso inverno. Ingredientes como o tabaco, incenso, âmbar, óleo de Oud, Mandarin, Elemi, sementes de Tonka, Cedro, Vetiver e também o Patchouli são utilizadas com frequência nessas fragrâncias, já que são luxuosas, opulentas e místicas.

Todas são bem exclusivas e procuradas no mundo todo, por sua alta qualidade e exclusividade.

Esses ingredientes eram oferecidos aos deuses. A mirra e o incenso, por exemplo, constam nas origens da perfumaria nas civilizações egípcia e grega. Além de queimados, também eram transformados em óleo. Ainda por cima, eram usados tradicionalmente em cerimônias de adoração, durante funerais ou usados em cosméticos por suas propriedades medicinais. Milhares e milhares de anos depois, as resinas estão de volta à tendência e a perfumaria do Oriente Médio é a razão disso.

Sejam eles da perfumaria de nicho ou seletiva, os lançamentos conquistam as prateleiras como uma onda escura e misteriosa – e claramente se inspiram nos aromas orientais. Entre as matérias-primas constam também madeiras magnéticas, especiarias de Flamboyant, âmbar escuro, tabaco picante e resinas douradas.

Este é o retrato da tendência mais hipnótica e sedutora da temporada!

Dentre os lançamentos das grandes labels da perfumaria, a fragrância Hoja de Cuba da Berdoues, leva para uma inebriante jornada pelas mãos da perfumista francesa Ane Ayo da drom fragrances, onde os bálsamos gourmand confundem-se com o tabaco, em notas douradas e líquidas. O perfume leva ainda sementes de Tonka, baunilha, benzoin com toque de rum. O rastro que o tabaco emana é levemente picante e adocicado.

Carven também lançou por Philippe Romano, da drom fragrances, a fragrância Paris Sao Paulo. Que brinca com notas orientais, apimentadas e atacabadas. As notas de saída ou topo incluem bergamota, rum e canela; no coração, cardamomo e flor de laranjeira e nas notas de fundo, as que persistem e permanecem no corpo, grãos de tonka, baunilha e patchouli.

Sedutor e misterioso, Paris Manille evoca lendas da Ásia brincando com luz e sombras.

A pimenta rosa se une às notas verdes e ácidas da carambola em uma nota de saída radiante. Ainda, junto ao patchouli, esta junção combina uma estrutura floral chipre. Depois acrescida de tons picantes como o licor de uma ameixa. Puro requinte pelas mãos da perfumista Anne Louise Gautier.

Encapsulado em um frasco luxuoso, o Paris Mascate tem a atraente cor do âmbar líquido. Desenvolvido pela perfumista Alexandra Monet essa fragrância oriental vintage remete ao ouro. Nas notas de cabeça, o âmbar encontra o coentro; no coração, grãos de baunilha e tonka; e na saída, a rosa e o patchouli se unem uma inebriante combinação.

Esqueça a sensação doce e delicada.

Nesta dimensão, as resinas são cruas, ásperas e autênticas. Combinando narrativas complexas e uma tradução literal olfativa de resinas e tabaco, esses perfumes reinventam o propósito de usar um perfume. Nesse caso, vai além do prazer de alcançar um significado espiritual ou conceitual.

Sobre o Autor

Rua Joaracy Mariano de Barros, 212 - Solar do Itamaracá - Indaiatuba/SP - CEP.: 13.333-390 - Tel.: (19) 3329-7741 e (19) 9.8328.4111 (What´s App) [email protected]

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat