BioExtratus
BioExtratus
Meu filho não quer ir para a escola

Meu filho não quer ir para a escola

Banner Coluna Divã para Mães por Larissa Fonseca

Passado o período de adaptação,;é comum ver crianças voltando a chorar para ir à escola ou reclamar desde casa que;não querem vestir o uniforme, colocar sapato, tomar café da manhã ou almoçar, etc. Mas,

Isso gera uma grande inquietação nas mães que questionam:;será que tem alguma coisa errada na escola? Mas,

Diante desse comportamento das crianças,;as mães não hesitam em questioná-los o porquê dessa recusa e sem perceber,;acabam induzindo as respostas e até mesmo as ações de seus filhos. Mas,

Sem dúvida alguma, devemos sempre prestar atenção naquilo que os filhos nos dizem. No entanto, é sempre fundamental avaliarmos tudo o que está;acontecendo na vida da criança para compreendermos com segurança o que;exatamente está causando esse desconforto. Mas,

Isso porque a criança nem sempre tem clareza do que está sentindo e o porquê está sentindo. Mas,

Ao se recusar a ir para a escola, ela não necessariamente está dizendo que não gosta da escola,;das professoras, ou que algo ruim esteja acontecendo na instituição. Muitas vezes, podemos perceber que essa recusa em ir para a escola está relacionada a mudanças,;por mais simples que sejam, dentro da rotina da criança. A mãe que tem trabalhado até mais tarde, a mudança do berço para cama,;a viagem do pai, a doença de um ente querido, o nascimento de um irmão, a visita de um hóspede em casa,;a perda de um brinquedo, a troca da mamadeira pelo copo, a retirada da fralda,;entre tantas outras situações que de alguma forma desestabilizam um pouco o dia a dia da criança. Mas,

A escola passa a ser um elemento que a criança consegue nomear e o;usa para tentar demonstrar aos pais que algo a está incomodando. Os pais acabam dando grande atenção à criança quando ela traz essa negação em ir para a escola,;e com isso, ela ganha atenção extra. Mas,

Ao tentar saber o que de fato tem acontecido,;o adulto costuma fazer inúmeras perguntas aos filhos como: “por que você não quer ir à escola?”,;“você não gosta da escola?”, “você não gosta da professora?”,;alguém está chateando você lá?”, etc. Esse tipo de pergunta induz respostas negativas e essa abordagem só contribui para que a criança;continue a usar a escola para tentar expressar seu incômodo e ganhar atenção. Mas,

O mais apropriado é primeiramente certificar-se de que não há nada de errado acontecendo na escola. Mas,

Para isso, agende reunião com a professora do seu filho e com a coordenação da escola para expor o problema e ouvir o que elas têm a dizer. Caso realmente não seja constatado nenhum problema, comece tentar auxiliar seu filho a compreender melhor e nomear seus sentimentos. Quando ele disser que não quer ir à escola diga que a escola é um lugar bacana, onde ele brinca, aprende (aproveita para dar exemplos concretos de situações legais que ele vivencia lá) e imediatamente mude o foco da conversa perguntando se ele está cansado, se ele quer te contar algo, se ele está com saudades do papai que está viajando, etc. Mas,

Se a criança externalizar suas angústias e você notar que as mesmas procedem, esclareça com ela toda aquela situação. Se a criança não conseguir exprimir seus sentimentos, converse com ela sobre coisas agradáveis como o livro que está lendo, a cor bonita da camiseta que está usando, o pássaro que está na árvore que estão vendo pela janela, etc. Às vezes, a criança só está querendo um pouco de atenção. Mas,   

Sobre a colunista

Larissa Fonseca Coluna Divã para Mães - foto perfil

Larissa Fonseca é Pedagoga graduada pela USP, Pós Graduada em Educação Infantil e Psicopedagogia, Psicomotricista, especialista no Universo do Brincar pelo centro de estudos filosóficos Palas Athena, em Psicanálise e Educação pelo Instituto de Psicologia da USP e em Comportamento e Desenvolvimento Infantil, Escritora.
www.larissafonseca.com.br
[email protected]
Canal no youtube Larissa Fonseca Pedagoga
Book @livroduvidasdemae e @sosmaes
Instagram @duvidas_de_mae

Sobre o Autor

Rua Joaracy Mariano de Barros, 212 - Solar do Itamaracá - Indaiatuba/SP - CEP.: 13.333-390 - Tel.: (19) 3329-7741 e (19) 9.8328.4111 (What´s App) [email protected]

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat