BioExtratus
BioExtratus
Impor limites e punir sem violência: Palmada pedagógica pode?

Impor limites e punir sem violência: Palmada pedagógica pode?

Cabeçalho Coluna Divã das Mães por Larissa Fonseca para Revista DÁvila

Entenda um pouco mais sobre a palmada pedagógica

Educar os filhos, apesar de ser uma tarefa bastante prazerosa. É sem dúvida um desafio complicado para qualquer pai, no mundo inteiro. Quando falamos em educar, impor limites e ensinar aquilo que é certo ou errado, muitos pais preferem dialogar com os filhos quando eles fazem algo que consideram errado. Já outros apoiam e fazem o uso do que chamam de palmada pedagógica.

Com Projeto de lei que proíbe o castigo físico apresentado ao congresso no último dia 14 de julho, muitas questões surgiram, tais como: quais serão as punições aos pais que continuarem a usar a força física na educação de seus filhos? Os pais que baterem nos filhos poderão ser presos? Como fazer então para impor limites sem usar os “tapinhas educativos”?

Consequências para as crianças

Apesar das “palmadinhas” parecerem inofensivas, elas podem causar muitas consequências negativas para as crianças.

As crianças aprendem pelas nossas ações e é mais efetivo elogiar e dar atenção positiva sempre que estiver agindo do modo como os pais esperam. Ao passo que, todas as vezes que ela agir de modo inadequado, ela deve ser ignorada e deve perder privilégio. Ou seja, a criança deve aprender a fazer boas escolhas pois conhece as consequências de suas atitudes.

Vale lembrar que quando falo em dar atenção à criança, isso engloba também as broncas. Para a criança, apanhar, ouvir gritos, receber broncas é também considerado como uma forma de atenção.

Por isso, esqueça “as palmadas” na hora de educar seus filhos. Diálogo, respeito e atitudes firmes e decididas dão conta do recado de fazê-los compreender como devem ou não se portar, o que devem ou não fazer, como agir diante de conflitos e frustrações, enfim.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat