BioExtratus
BioExtratus
Qual é a hora certa para ampliar o espaço físico do seu negócio?

Qual é a hora certa para ampliar o espaço físico do seu negócio?

Como saber qual é o momento certo para ampliar o tamanho de seu negócio? E depois, como fazer essa ampliação de maneira correta? Confira agora!

Abrir o seu próprio negócio requer muito planejamento e dedicação. Estudar o mercado onde vai atuar, conhecer os desafios e a concorrência; além de estruturar bem o ambiente físico, se for o caso, são algumas das tarefas inerentes a esse desafio. Seguindo corretamente os procedimentos necessários e lidando com as adversidades, sua empresa vai começar a colher os louros do sucesso. Logo, chegará o momento de tomar uma importante decisão: quando ampliar o negócio?

Essa dúvida consome muitos proprietários de pequenas, médias e até grandes empresas. Assim, em parceria com a AG Arquitetura, decidimos sanar essa dúvida. Preparamos dicas de como fazer a reforma do espaço físico de seu empreendimento — desde o momento certo em que a decisão deve ser tomada, até como lidar com a obra e si. Então, prepare papel e caneta e vem acompanhar esse artigo!

Qual é a hora certa para ampliar seu negócio?

Antes de qualquer decisão definitiva, tenha certeza de que uma ampliação em seu negócio realmente se faz necessária. A estrutura atual não atende a demanda necessária? Será que uma mudança no layout não poderia aumentar o espaço disponível?

Se você chegar à conclusão de que precisa mesmo dar esse passo, lembre-se de que será preciso desenvolver um planejamento para o seu espaço físico disponível. Além da expansão estar em acordo com o seu plano de negócios, você deve avaliar quais serão os reais impactos de uma alteração estrutural em seu empreendimento.

Para isso, responda a essas perguntas:

  • Para que uma eventual reforma se faz necessária:  alocar mais funcionários, produtos, equipamentos?
  • Que tipo de ampliação precisa ser feita: a construção de mais andares, pavimentos, salas?

Talvez, você chegue à conclusão de que mudar de salão seja a solução mais simples. Mas, também nesse caso você deve se atentar aos detalhes. Além de conhecer o lugar para onde pretende se mudar, avalie:  seus antigos consumidores terão fácil acesso a esse ambiente? Como é a clientela local? Há concorrência na região?

5 dicas para fazer uma ampliação/reforma de sucesso

Se ao avaliar todas essas questões você voltar à ideia inicial da ampliação, é hora de pôr a mão na massa. Para ajudar nesse momento, a arquiteta Andréa Generoso, da AG Arquitetura, dá valiosas dicas sobre como se preparar para essa importante etapa:

1) “Consulte um profissional que conheça o segmento do seu negócio”.

É de fundamental importância procurar um profissional para supervisionar seu projeto. Dê preferência a um arquiteto experiente, principalmente no ramo em que sua empresa atua. Afinal, o projeto que vai ser instaurado precisa estar de acordo com a sua linguagem. Ele deve necessariamente falar com seu público, bem como o restante do empreendimento.

2) “Esteja em ordem com a documentação/autorização para ampliação”.

Para que você possa iniciar sua reforma/ampliação e não tenha que lidar com eventuais problemas futuros, é fundamental estar em dia com o órgão responsável da Prefeitura. Portanto, procure a administração municipal e se mantenha informado acerca de todos os trâmites necessários para dar andamento às obras. “Caso seu negócio esteja localizado dentro de um Shopping ou Centro Comercial, procure a administração local para se informar e obter as devidas autorizações e aprovações”, complementa a arquiteta.

3) “Crie um cronograma completo”.

Antes de começar com as obras propriamente ditas, tenha em mente que são necessários prazos e orçamento. Por isso, defina previamente desde quanto tempo você pretende usar, até o dinheiro que será gasto. Lembre-se de sempre trabalhar com pequenas margens — imprevistos podem ocorrer —, tanto no seu tempo estipulado, quanto na verba disponível.

Tenha em mente que estourar os cronogramas pode lhe trazer imensas dores de cabeça. Uma obra que demora mais do que deveria, custa mais dinheiro para o seu bolso. Além disso, a demora pode gerar problemas com a clientela, que pode se afastar — especialmente se você tiver que manter seu negócio fechado durante esse período.

4) “Contrate uma mão de obra especializada”.

Pode soar um tanto quanto óbvio, mas é necessário contar com mão de obra qualificada em seu projeto. Muita gente prefere trocar o caro pelo barato e, no fim das contas, tudo acaba saindo ainda mais caro do que deveria, já que uma reforma mal feita pode lhe trazer diversas consequências negativas.

Por isso, não se preocupe em querer economizar demais nessa etapa. Busque se informar bem sobre quem vai lhe prestar o serviço e peça referências aos arquitetos com os quais vai trabalhar.

5) “Dê a devida atenção à parte elétrica do projeto”.

Por último, mas não menos importante, a parte elétrica do projeto. Muitas vezes deixada de lado, ela é parte crucial em ambientes comerciais. “Deve ser verificada antes mesmo do início das obras. Por conta disso, o profissional com o qual você vai lidar precisa saber avaliar as instalações elétricas do seu imóvel”, finaliza Andrea.

Com essas valiosas dicas em mãos, equipe-se com seu espírito empreendedor, deixe o medo de lado e siga em frente. O sucesso só é alcançado por quem vai até ele.

Sobre o Autor

Av. dos Trabalhadores, nº 116 - Sala 215 - The Diplomat Office Mall - Vila Castelo Branco - Indaiatuba/SP - CEP.: 13.330-000 - Tel.: (19) 3816-4428

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat