BioExtratus
BioExtratus
Homossexualidade é sobre amor, não é sobre doença

Homossexualidade é sobre amor, não é sobre doença

A homossexualidade não pode ser tratada como uma doença

Juiz permite aplicação de terapia de reversão sexual por psicólogos. A decisão atende a pedido da psicóloga Rozangela Alves Justino em processo aberto contra o Conselho Federal de Psicologia, que aplicou uma censura à profissional por oferecer a terapia de “cura gay” aos seus pacientes “com homossexualidade”.
 
A homossexualidade não é uma doença. Isso é um consenso científico. Não existem evidências que embasem essa afirmação. Profissionais da psicologia vinham sendo proibidos de oferecer tratamentos de cura/reversão pelo Conselho Federal de Psicologia desde 1999.
 
Não é que as pessoas serão obrigadas a realizar tal procedimento, mas sim um serviço oferecido aqueles que assim o desejarem.
 
Freud tinha sua opinião a respeito.
Carta de Freud para a mãe de um homossexual
Certa vez, a mãe de um jovem homossexual escreveu uma carta a Freud com a intenção de que seu filho fosse “curado” pelo psicanalista. Eis a resposta que – apesar de ter mais de 80 anos – parece ainda igualmente válida para os nossos dias:
 

19 de abril de 1935

 
“Minha querida Senhora,
 
Lendo a sua carta, deduzo que seu filho é homossexual. Chamou fortemente a minha atenção o fato de a senhora não mencionar este termo na informação que acerca dele me enviou. Poderia lhe perguntar por que razão? Não tenho dúvidas que a homossexualidade não representa uma vantagem, no entanto, também não existem motivos para se envergonhar dela. Já que isso não supõe vício nem degradação alguma.
 
Homossexualidade é sobre amor, não é sobre doençaNão pode ser qualificada como uma doença e nós a consideramos como uma variante da função sexual, produto de certa interrupção no desenvolvimento sexual. Muitos homens de grande respeito da Antiguidade e Atualidade foram homossexuais. Dentre eles, alguns dos personagens de maior destaque na história como Platão, Miguel Ângelo, Leonardo da Vinci, etc. É uma grande injustiça e também uma crueldade, perseguir a homossexualidade como se esta fosse um delito. Caso não acredite na minha palavra, sugiro-lhe a leitura dos livros de Havelock Ellis.
 
Ao me perguntar se eu posso lhe oferecer a minha ajuda, imagino que isso seja uma tentativa de indagar acerca da minha posição em relação à abolição da homossexualidade, visando substituí-la por uma heterossexualidade normal. A minha resposta é que, em termos gerais, nada parecido podemos prometer. Em certos casos conseguimos desenvolver rudimentos das tendências heterossexuais presentes em todo homossexual. Embora na maioria dos casos não seja possível. A questão fundamenta-se principalmente, na qualidade e idade do sujeito, sem possibilidade de determinar o resultado do tratamento.
 
A análise pode fazer outra coisa pelo seu filho. Se ele estiver experimentando descontentamento por causa de milhares de conflitos e inibição em relação à sua vida social a análise poderá lhe proporcionar tranqüilidade, paz psíquica e plena eficiência. Independentemente de continuar sendo homossexual ou de mudar sua condição”.

Sobre o Autor

Rua Joaracy Mariano de Barros, 212 - Solar do Itamaracá - Indaiatuba/SP - CEP.: 13.333-390 - Tel.: (19) 3329-7741 e (19) 9.8328.4111 (What´s App) [email protected]

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat