BioExtratus
BioExtratus
Esporte e Mídia: 6 maneiras de promover uma marca no meio esportivo

Esporte e Mídia: 6 maneiras de promover uma marca no meio esportivo

Conheça diferentes formas de tornar sua marca visível utilizando práticas esportivas e sua exposição como plataforma

O marketing se utiliza de diversos espaços, locais e oportunidades para promover uma ideia. Assim, acabou se dividindo em diversos sub-gêneros. Hoje vamos tratar daquele que busca levar sua marca/produto às pessoas por meio das atividades esportivas: o marketing esportivo. Buscando aliar esporte e mídia, seu intuito é levar a conhecimento de grandes públicos aquilo que você deseja promover. Entenda como funciona essa estratégia e acompanhe alguns cases de sucesso nessa difícil tarefa.


Leia também:

Comida Delivery: expansão do mercado vai muito além da alimentação

3 cases que comprovam que as mídias offline seguem em alta


Esporte e Mídia: o surgimento do Marketing Esportivo

Desde a segunda metade do século 19 já se costumava atrelar esporte e mídia. Naquela época, o interesse por esportes como futebol, boxe e atletismo crescia, tanto na Europa quanto nos EUA, e foi quase natural o surgimento dos primeiros patrocínios esportivos — mais especificamente voltados para o baseball.

A empresa Hillerich & Bradsby, fabricante de tacos, foi uma das pioneiras a estampar sua marca nos uniformes esportivos. E foi assim que, de uma liga local, a marca se tornou referência nacional no segmento.

No Brasil, a prática teve seu início em 1938, quando Assis Chateaubriand (magnata do ramo da comunicação) decidiu patrocinar o atleta de futebol Leônidas da Silva. Mas, foi só na década de 70 que o marketing esportivo começou a se estruturar por aqui, ganhando regras e formatos. O maior passo foi dado em 1987, quando a Copa União (que substituiu o Campeonato Brasileiro de Futebol) foi totalmente organizada pela iniciativa privada.

Cases de sucesso

O cenário esportivo gera milhões ao redor do mundo. Há transmissões esportivas que chegam a se tornar espetáculos audiovisuais. Por exemplo, a grande final do futebol americano nos EUA, o Super Bowl. No maior espetáculo transmitido na TV mundial, as maiores estrelas da música se apresentam de graça durante o intervalo e os números que essa transmissão gera falam por si só. Como consequência, esses valores se repetem no que tange ao marketing: um espaço de 30 segundos na transmissão televisiva do canal CBS, durante o intervalo comercial do evento, custa cerca de U$5,25 milhões (R$20 milhões). Ou seja: são números extremamente contagiosos.

Por isso, separamos alguns cases — de marcas brasileiras ou não — que conseguiram combinar, de maneiras diversas, esporte e mídia:

  • Esporte Clube Vitória e Penalty – Meu Sangue é rubro negro

Em parceria com a fornecedora de materiais esportivos Penalty, o clube baiano Vitória criou uma campanha com o lema da torcida. Intitulado “Meu sangue é rubro-negro”, a ação estimulou a doação de sangue. E para esse incentivo, uma ideia muito bacana: foi retirada a cor vermelha do uniforme do clube, que só seria reposta quando a meta de doação de sangue fosse atingida.

  • Palmeiras e Puma – Verde é a cor da Inveja

A campanha de divulgação do novo uniforme do Palmeiras foi lançada no primeiro dia do ano de 2019. O mote/tema era “Verde é a cor da inveja”, ressaltando todas as qualidades do clube, e o quanto seus adversários o invejam. Para a grande produção, houve inclusive a participação do rapper paulista Rincón Sapiência.

  • Omo – Camisa que transpira propaganda

Durante uma partida do Campeonato Brasileiro, entre Corinthians e Fluminense, o clube paulista aparentemente não estampava patrocínio algum. Mas isso se provou um engano quando, por volta dos 25 minutos de partida, os uniformes começaram a se encharcar de suor. Daí em diante, começou a surgir o patrocínio do lava-roupas Omo Sports, que foi produzido com uma química especial que só o deixava visível em contato com a água.

  • Nissan Scan – Marca dá acesso aos jogos da Champions League

Outro case que envolve tecnologia, marketing e esportes. A Nissan, famosa fabricante de carros, criou a campanha “Nissan Scan”, que dava acesso a todas as partidas da Champions League 2018, maior campeonato de clubes do mundo. Como isso se realizava? De maneira simples: por meio de um cadastro rápido no site da montadora, o cliente tinha acesso a um aplicativo de scaneamento. Com ele em mãos, bastava apontar para qualquer logo da marca. Isso mesmo: viu um carro na rua? Apontou, e viu o jogo. Viu o logo em uma revista? Mesma coisa. Funcionava também na internet, em placas, jornais, etc.

Como dar visibilidade à sua marca no meio esportivo

Se interessou e deseja atuar no meio esportivo? Então eis aqui algumas das maneiras de inserir sua marca e poder levá-la a um grande público em potencial.

  • Patrocínio Esportivo

O patrocínio é basicamente um investimento feito por uma empresa, que pode ser pública ou privada, buscando que sua marca seja apresentada ao público por meio daquela instituição em que foi investido o dinheiro. No Brasil, é tradicional o patrocínio nos uniformes, ou mesmo nas placas que ficam no entorno dos campos ou quadras. A ação costuma aumentar o reconhecimento da marca, além de garantir um retorno financeiro rápido.

  • Eventos

Os eventos buscam atrair pessoas, sejam locais ou turistas, além dos olhos da cobertura da mídia. Assim, realizar eventos é uma oportunidade de expor sua marca para pessoas diferentes das que usualmente têm contato com ela. Imagine expor sua marca em eventos de alcance nacional, ou até internacional? Portanto, seja um evento voltado para o nicho em que sua empresa atua, ou não: vale a pena levar sua marca para pessoas que não esperam por ela.

  • Redes Sociais

É um dos meios mais relevantes na atualidade, e até pela sua novidade, exige grandes e novos esforços na forma de se trabalhar o marketing esportivo. Garante uma fácil comunicação direta com o público, o que pode gerar fidelização. Ainda há a possibilidade de campanhas voltadas para a internet se tornarem virais. O que só aumenta o reconhecimento das marcas e dos times/clubes envolvidos. Os próprios atletas podem atuar como agentes de marketing nesse caso, usando suas próprias redes sociais.

  • Mídias

Mídias tradicionais como rádio, jornal, revistas e especialmente a TV ainda ditam as regras neste jogo. Portanto, é muito importante buscar atuar nesses campos, que ainda têm um alcance e influência maiores sobre os clientes em potencial.

  • Licenciamento

O licenciamento estreita os laços entre a marca, os clubes e seus torcedores. Assim, muitos clubes se tornam conhecidos pelas longas parcerias com fornecedores de material esportivo. Nike, Adidas, Puma são alguns exemplos.

Viu só como é possível unir esporte e mídia de diversas maneiras? Portanto, se está lhe faltando inspiração, ou você deseja se consultar com alguém que possa lhe dar ótimas sugestões, procure a MMídia. Assim, com diversos anos de experiência no mercado, bons chutes não vão faltar. Então será uma goleada de sucesso, na certa.

* Texto produzido e otimizado pela Mídia.Crawl.


Leia também:

Qual a melhor forma de divulgar o seu negócio?

Cinco tendências de comportamento do consumidor

Sobre o Autor

Endereço: Av. dos Trabalhadores, 116 - Sala 301 - CEP.: 13338-050 - Indaiatuba/SP - Telefone.: (19) 3017-5848

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat