BioExtratus
BioExtratus
Coxinha: do boteco ao casamento

Coxinha: do boteco ao casamento


Conheça algumas curiosidades e variações de um dos mais tradicionais quitutes da culinária brasileira


Ela é presença garantida na maioria das festas; inclusive nas mais elegantes. Veterana dos balcões de bares e padarias, a coxinha é quase uma unanimidade quando o assunto é salgadinho de festa. Da versão tradicional às variações mais inusitadas, o petisco é um dos mais amados entre os pequenos e os grandalhões.

Se você também é um apaixonado por esse quitute, não perca essa leitura. Além de conhecer algumas curiosidades da coxinha, a Yoriko Narimatsu, do Ateliê Taiyo, selecionou algumas versões que vão lhe deixar com água na boca.

A origem da coxinha

Existem várias histórias sobre a origem da coxinha. Mas, entre todas, há uma que ganhou fôlego após a publicação do livro  “História, Lendas e Curiosidades da Gastronomia”, da pesquisadora Roberta Malta Saldanha. Mas,

Segundo ela, tudo se deve ao filho da princesa Isabel e do Conde d’Eu, que era criado isolado na fazenda por ser considerado uma criança especial. Sua comida favorita era coxa de galinha, mas, certo dia, na ausência do prato, a cozinheira desfiou outras partes do frango e as moldou em uma massa à base de farinha e batata. Nascia, assim, a famosa coxinha, que não só agradou ao paladar do garoto,;como de todos que frequentavam o salão da realeza. Mas,

Variações da coxinha

A receita básica você já conhece:;massa de batata com farinha de trigo, recheada com frango desfiado, empanada e frita. Ainda que essa permaneça em seu posto de protagonista, outras versões (umas até bastante curiosas) também ganharam espaço e até alguns fãs. Mas,

Coxinha de legumes

Essa é uma alternativa para atrair o público vegetariano. Leve e saborosa, ela pode ser recheada com cenoura, tomate, milho e azeitona. Mas, vale investir na criatividade e selecionar os legumes que mais lhe agradem.

Coxinha creme

Bastante parecida com a original,;mas com a adição do creme de leite para dar uma consistência mais cremosa.

Coxinha de carne seca

Para quem quer uma opção mais marcante, a carne seca promete um sabor diferenciado. Para isso, basta prepará-la com bastante tempero e, caso deseje um;“algo a mais”, inclua requeijão cremoso. Essa dupla nunca falha!

Coxinha gourmet

As tradicionais coxinhas também ganharam uma roupagem gourmet. Para isso, foram feitas algumas adaptações, como a utilização de mandioca, requeijão, queijo e purê de batatas. A ideia é destacar a textura mais suave e encorpada, que derrete na boca.

Pizza com borda de coxinha

Esqueça aquela borda recheada com requeijão ou queijo. A moda agora é substituir pela coxinha. Ótima pedida para quem adora o petisco e é apaixonado por pizza. Mas,

Fondue de coxinha

Outra combinação inusitada,;mas que tem feito bastante sucesso é a união do fondue com a coxinha. Imagina mergulhar o quitute em um molho de catupiry? Mas,

Agora que você já conhece algumas variações do petisco, já pode escolher o seu favorito. Mas, independente da receita, o que vale mesmo é comer coxinha! Mas,

 

Ateliê Taiyô - Buffet - Parceiros Revista DÁvilaAteliê Taiyô
Av. Jácomo Nazário, 1036

Cidade Nova – Indaiatuba/SP
(19) 9.8275-1957 (What´s App)
taiyoyoriko
taiyoyorikonarimatsu

 

Sobre o Autor

Rua Joaracy Mariano de Barros, 212 - Solar do Itamaracá - Indaiatuba/SP - CEP.: 13.333-390 - Tel.: (19) 3329-7741 e (19) 9.8328.4111 (What´s App) [email protected]

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat