BioExtratus
BioExtratus
Conheça o delicioso sabor do arroz japonês, o Gohan

Conheça o delicioso sabor do arroz japonês, o Gohan

A culinária japonesa tem diversas iguarias, e uma das mais populares, além dos peixes, é o arroz. Venha conhecer o Gohan!

Achava que o arroz era um queridinho apenas dos brasileiros? Pois saiba que ele é o alimento mais consumido do mundo, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. E não é diferente no Japão, onde o arroz — ou gohan, como é conhecido por lá — é base para diversos pratos típicos. Mas você sabia que o tipo de arroz cultivado e consumido na terra do sol nascente é diferente daquele que encontramos por aqui? Então conheça agora as principais diferenças e dicas de deliciosas receitas com o arroz japonês — ou melhor, Gohan!

Gohan: fundamental na culinária japonesa

Seja no café da manhã, no almoço, no jantar ou no lanchinho entre as refeições maiores, o gohan está presente em praticamente todas as refeições no Japão. Para se ter uma ideia, os japoneses veneram tanto o arroz que há quem acredite em divindades existentes dentro de cada grão. Isso sem contar que durante muito tempo ele foi utilizado como moeda no país. Na verdade, hoje ainda é dada muita importância ao arroz, visto que ele é entregue, de maneira simbólica, aos lutadores de sumô. Quer mais tradição do que isso?

Conheça o delicioso sabor do arroz japonês, o Gohan

Diferenças entre o arroz ocidental e o arroz japonês

Uma das principais diferenças entre o gohan e o arroz mais tradicional por aqui, o agulhinha, é a forma de cultivo. No Japão, os grãos são plantados em grandes campos alagados, e colhidos só depois que toda a água é drenada pelo solo. Além disso, até pouco tempo o procedimento era praticamente todo feito de maneira artesanal. Especialmente pelas pessoas mais idosas, que vivem no interior do país. Porém conforme as tecnologias envolvendo o plantio têm evoluído. Portanto, são necessários espaços cada vez menores para plantações otimizadas que rendem cada vez mais.

Outra diferença fundamental, ocasionada inclusive pela forma de cultivo, é o resultado final do gohan. Dessa forma, as variedades produzidas no Japão contém mais amido, o que faz delas naturalmente mais “grudentas” após o cozimento.

Ainda falando do arroz japonês, fundamentalmente existem dois tipos diferentes: um, conhecido como “arroz japonês”, que é mais curto e transparente, costuma ser mais fácil de pegar com os hashis. Já o outro, conhecido como “arroz glutinoso”, é ainda mais pegajoso — ideal para receitas como o mochi.

Principais pratos com Gohan

Além do arroz in natura, ele também pode ser consumido em diversos outros pratos. Um dos mais tradicionais é o onigiri — bolinho de arroz no formato triangular. Ele é preparado com o arroz ainda morno e pode receber alguns tipos de recheios, como conservas salgadas e algas. Sabia que foi desse prato que surgiu a inspiração para o tradicional sushi?

Se você quer variar um pouquinho, prove o musubi, que é um onigiri incrementado, moderno e condimentado. O resultado também é surpreendentemente delicioso.

Outra tradicional receita com o gohan é o “mochi”, no qual o arroz é moído e moldado em um bolinho redondo. Essa receita é bem tradicional durante as festividades de ano novo, quando são distribuídos para a população em festivais.

Quer sair do arroz com feijão e partir para um gohan? Visite o Daisho Indaiatuba e coloque seus hashis para trabalhar. Você vai passar a enxergar esse ingrediente tão costumeiro de maneira diferente!

Sobre o Autor

Endereço: Av. Coronel Antônio Estanislau do Amaral, 320 - ITAICI - Indaiatuba/SP - CEP.: 13340-480 - Tel.: (19) 3801-0405

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat