BioExtratus
BioExtratus
Coluna Organizer: Compra por Impulso

Coluna Organizer: Compra por Impulso

 

A compra por impulso é um grande inimigo da organização, porque quase sempre ela é uma compra desnecessária. Quem resiste a uma oferta?

Seja bem vindo à coluna Organizer. Eu sou Cíntia Lorentti, Personal Organizer, e primeiramente queria agradecer o engajamento de todos com essa coluna. Nosso primeiro vídeo em dois dias já ultrapassava as mil visualizações. Uma surpresa muito agradável que faz trazer o meu muito obrigado a todos vocês. Muita gente comentando, interagindo e até sugerindo temas, e eu estou muito orgulhosa de dizer que hoje vamos tratar do tema sugerido pela Magda Borges, lá de Araxá (olha nossa coluna saindo de Indaiatuba e indo pra Minas Gerais!). A Magda reconhece que comprar por impulso pode ser um problema. Mas além do aspecto financeiro, você já parou pra pensar o que esse tipo de compra faz com a sua organização? 

A compra por impulso é um grande inimigo da organização, porque quase sempre ela é uma compra desnecessária. Quem resiste a uma oferta? Descontos, leve mais por menos, condições facilitadas de pagamento. Todos grandes armadilhas para que você compre coisas das quais não precisa. 

Onde vai guarda tudo?

As estratégias de venda estão lá pra te convencer que você precisa daquilo. Não precisa nem de vendedor físico, tem gente que não resiste a um e-mail de oferta, um pop up ou comercial de televisão. “Só hoje”, “Faltam 8 horas e 32 minutos pra essa oferta se encerrar” ou “você não pode ficar fora dessa”. Gente, cai nessa não. Respira fundo e pensa, em primeiro lugar, onde raios você vai guardar aquilo. Antes mesmo de pensar se você precisa, se você pode pagar, se o preço está justo, se trata-se realmente de uma oferta: onde vai guardar aquilo? 

E acredite em mim: eu estou te dando um novo jeito de pensar. Porque a maioria vai se preocupar com tudo menos isso. E mesmo assim vai cair na Black Friday e pagar a metade do dobro. É aí que o caos começa. 

A gente tem que entender a cilada: Se não fosse aquela oferta, aquele chamariz, você estaria procurando por aquela compra? Se a resposta é não, para por ai! Você não precisa daquilo. 

Deixe de se inscrever em todos os sites de compras, outlets online e tudo que te traz ofertas periódicas. Hoje em dia se você busca por um produto na internet, quando você entra no Facebook, por exemplo, pulam ofertas daquele produto por todos os lados. Não! Não é um sinal divino que você realmente tem que comprar aquilo. Isso é uma ferramenta pra te fazer acreditar em destino! Mas,

Pondere

Pondere as compras coletivas. Algumas valem a pena. Mas pondere. Não é porque vale a pena que você precisa ou pode. 

Não entulhe seu armário de blusas iguais com cores diferentes porque vestiram bem. Não compre um sapato sem pensar em qual local usaria (nessa hora que você tentar se enganar respondendo “ah, num baile de formatura”, pense qual o último que você foi, o que você estava calçando e qual a perspectiva real daquilo acontecer de novo). Não compre um picador de legumes com 186 lâminas de corte sendo que o mais alimento mais radical que você come é uma cenoura. E nem estou citando objetos de uso esporádico, como binóculos, “pau de selfie”, monitores cardíacos, lanternas etc. 

Quer ver a pessoa se alucinar por comprar tudo a respeito é iniciar uma atividade nova, um esporte ou um hobby. Vou andar de moto: compra capacete com comunicador, jaqueta com proteção, bota, roupa pra chuva. Primeiro tombo, encosta tudo. 

Vou pintar quadros: compra cavalete, tela, tinta, pincel, avental. A falta de tempo faz todos os pincéis ficarem duros, as tintas secas e meia varanda ocupada em definitivo porque você não deixa a faxineira nem chegar perto daquilo tudo. Mas,

Pra encerrar tem quem da noite pro dia decidem mudar de vida e diz: Chega! Agora vou entrar na onda fitness. E compra uma esteira. Ou melhor, um “porta treco”. Porque tudo sobe na esteira, menos quem comprou. 

Se você está procurando algo nesse estilo, primeiro tenha certeza de que vai seguir com aquilo. Teste. Alugue ao invés de comprar ou matricule-se na academia. Mas,

Controle seus impulsos

Tenha controle sobre seus impulsos. Questione-se. Vai tomar um café antes de decidir. Se você é adepto de tudo isso analise se você não está ultrapassando os limites da impulsão e chegando ao mundo da compulsão. Em um impulso a gente cede pra satisfazer um desejo de vez em quando, mas se você está fazendo isso repetitivamente, não mais eventualmente, talvez seja hora de buscar ajuda profissional. Mas,

Qualquer decisão por impulso vai te afetar. Seja no bolso, na mente ou na organização.

Sobre a Colunista

Cintia Lorentti Coluna Organizer foto PerfilMeu nome é CINTIA LORENTTI, tenho 36 anos e sou Engenheira Mecânica Automobilística graduada pela FEI,;profissão a qual me dediquei por 12 anos em montadoras de automóveis, em áreas relacionadas a manufatura, desenvolvimento e testes. Casada, mãe de dois filhos, busquei depois disso uma profissão que possibilitasse estar mais perto do meu bem maior: minha família.

E procurando pelo que de melhor sabia fazer percebi um ponto comum em todos os aspectos da minha vida, que é a organização. Organizar é mais que arrumar. É ganhar qualidade de vida, tornar-se mais leve e orgulhoso de si e seus feitos. É evitar stress desnecessário, já que nossa rotina corrida se responsabiliza por isso sozinha. Você vai encontrar na coluna algumas dicas que definitivamente podem tornar o seu relacionamento com suas coisas muito mais prático, lógico e rápido. A intenção não é dar uma dica por si só, ela não vai solucionar sua vida. Mas se você estiver disposto a ir absorvendo esta filosofia, logo poderá criar algumas soluções para problemas que só você conhece no seu dia-a-dia. Mas,

Sobre o Autor

Escreva uma minibiografia para constar no seu perfil. Essas informações poderão ser vistas por todos.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat