BioExtratus
BioExtratus
Coluna Oculis Presto: O Tempo
Crédito da foto para Aron Visuals on unsplash

Coluna Oculis Presto: O Tempo

Cabeçalho Coluna Oculis Presto por Márcio Nunes

 

Um, dois, três…

E lá vamos nós mais uma vez.

Quatro, cinco, seis
Quem disse que não tenho outra vez.

Sete, oito, nove
Nada me cura, nada se move

 

Dez, onze, doze
Talvez haja vida entre minhas poses

 

Que contam treze, catorze e quinze
Segredos guardados em minha esfinge.

 

Que tão seca a lei que lhe atribuem aos dezesseis, dezessete, dezoito… 
Sobrevivi nessa estrada até vinte e oito

Dezenove, vinte, vinte e um
São lembranças tardias de alguns anos ou nenhum.

Vinte e dois, vinte e três, vinte e quatro 
Minha mente sobrevive em vida no quarto

 

Vinte e cinco, vinte e seis, vinte e sete
Aventuras, amigos, histórias e a peste.

Vinte oito, vinte e nove e trinta 
Dois anos vividos, aprendizagens e a festa.

 

Que se chegar, será em vão… 

 

E se não em vão é porquê você está lá com aquele sorriso

Que me termina o sonho

Que inicia a história na minha vida real,

Quando caminho e sinto tua mão em minha mão e aí…

 

A poesia muda de vez…

E que versos iguais aos que hoje ouviu nunca mais terão vez.

 

Mas se ainda não for, volto as ideias… 

E a contagem continua.

Mas se acredito em um deus e zombo os ateus…

é porque o meu deus chama-se tempo…

 

E abaixo perante essa divindade que rege com a mais alta sabedoria a minha vida.

 

o tempo faz com que eu ame e com que eu esqueça…

Com que nasça mais de mim ou que eu apodreça.

 

Um brinde ao tempo.
O que foi que ele te deu?

 

Sobre o Colunista Márcio Nunes:

Marcio Nunes Coluna Oculis Presto foto de perfilMeu nome é MÁRCIO NUNES, responsável pela Coluna ‘Oculis Presto’, na verdade sou Designer Gráfico e não escritor. Para entender porque escrevo temos que voltar um pouco no tempo. Acho que se alguém próximo merece o mérito, minha irmã mais velha, ela mantinha um diário na adolescência e eu como irmão mais novo tinha o dever de ler ele escondido.
Porém, a ideia de poder ler aquelas coisas quando fossemos mais velhos, me levou a contrair essa mesma paixão por registrar, nossa vida, nossas emoções…  Acho que a partir daí comecei a ler, a escrever textos, poesias, ensaios… crônicas… está tudo lá no www.oculispresto.blogspot.com.

Sobre o Autor

Escreva uma minibiografia para constar no seu perfil. Essas informações poderão ser vistas por todos.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat