HomeColunasRota EducacionalRota Educacional fala sobre Amor em Demasia
Rota Educacional fala sobre Amor em Demasia REvista

Rota Educacional fala sobre Amor em Demasia

Toda criança para ser feliz precisa de amor, sentir-se querida, respeitada.

A afetividade e amor demonstrado pelos pais e educadores se revela nos gestos, nas falas, no afago e até na hora da bronca. A certeza de que mesmo quando falha, erra, não deixa de ser amada é o que garante à criança uma boa autoestima e a capacidade de poder aperfeiçoar-se sempre.

A afetividade passa a ser um complicador quando é excessiva, benevolente em demasia, poupando a criança de sofrer, de crescer, de arcar com as consequências de seus atos. Aí a afetividade dá lugar à melosidade e tudo desanda.

“Amor em demasia não é bom, estraga” confirma Içami Tiba. Ensina que a criança estará sempre protegida e que alguém sempre estará por perto para protegê-la  ou poupá-la de sofrimentos. Para crescer a criança precisa passar pelos acontecimentos absorvendo deles as coisas positivas e também as negativas, encarando-os de frente.

Aplausos fora de hora, presentes muito frequentes e superproteção tornam a criança incapaz de batalhar pelos seus desejos e sonhos. Muitos educadores confundem hoje proteção com superproteção. A superproteção aliada à permissividade diminui a culpa dos pais, mas estraga a criança.

Orientação educacional

Educadores protetores orientam, impulsionam para a autonomia, fazem com que a criança se sinta capaz, perseverante. Educadores superprotetores seguram, agem pelas crianças, não deixam que elas se arrisquem.

Educadores protetores cumprem promessas e aplicam as consequências quando necessário. Educadores superprotetores brigam quando as crianças não são tratadas de forma especial, atendem a todos os caprichos, são permissivos.

Educadores protetores estimulam atitudes recheadas de respeito ao próximo, orientam nos deslizes, elogiam os acertos. Educadores super protetores criticam aqueles que estabelecem regras e limites para suas crianças, desobrigando-as de cumpri-las.

Educadores protetores incentivam a conclusão de tarefas e o término dos deveres. Educadores superprotetores fazem pela criança, impedindo-a de autorrealizar-se.

Educadores protetores cobrem a criança de afetividade, de gestos amorosos. Educadores super protetores sufocam o amor oferecido com apego e cerceamento da liberdade.

Ama-se a criança de verdade quando se mostra preocupação em torná-la adequada, responsável, ética. E isso exige empenho, atenção e atuação constante de seus educadores.

MATÉRIAS RELACIONADAS

CLUBE DE VANTAGENS

Para obter descontos e benefícios especiais conheça o nosso Clube de Vantagens e privilegie os produtos, serviços e restaurantes que oferecem conveniências.

Share With: